9 revelações para mudar sua vida! (Parte 2)

Muito oportuno esse post cair bem na semana da Páscoa.
Para diversas culturas e religiões essa data é símbolo de renovação.
Para mim ela também significa renovação.
De energias, de vínculos e (esse ano) de votos.
Seja a ressurreição de Cristo para os cristãos…
A libertação do povo hebreu para os judeus…
Ou a Bodas de Papel para mim…
Ela representa uma passagem para novos tempos e novas esperanças para a humanidade.

E é exatamente sobre isso que eu vim falar aqui hoje.

Na semana passada eu escrevi sobre o livro e filme “A Profecia Celestina”.
Ele trata de 9 visões espirituais que poderiam mudar o mundo.
E certamente mudaram o meu mundo.
No último post contei as primeiras 4, e hoje vou falar sobre as outras 5.

Então, vamos lá!

  1. “A única solução é cultivar uma reconexão pessoal com o divino, uma transformação mística que nos enche de energia ilimitada e amor, estende a nossa percepção de beleza, e levanta-nos para uma consciência superior.”

A quinta visão revela a única forma de resolver o grande problema de sempre precisarmos roubar a energia alheia a todo momento:
Uma reconexão com a fonte maior de energia.
Deus, o Universo, seu Eu Superior, ou como queira chamar.
Assim não precisamos furtar energia por aí, podemos simplesmente acessar essa fonte infinita.
Ela diz que sabemos que atingimos essa ligação, que o plugue foi realmente encaixado, quando sentimos que somos uma fonte ilimitada de amor.
O corpo fica leve.
Os pés parecem flutuar.
Nossa percepção de cores, aromas, sabores se intensificam.
Nosso senso de beleza fica muito mais vívido.
Sentimos uma segurança total.
Temos uma sensação de unidade.
Somos um, somos tudo, somos o todo.

Tá, não vou mentir, não cheguei lá ainda.
Li vários blogs de pessoas falando sobre essa experiência.
Queria tanto! Mas ainda não atingi esse nível.
Se alguém aí já passou por isso, me conta como faz!
Mas não vale zoar que conhece gente que vende umas coisas que fazem você chegar lá rapidão! (rsrs)

  1. “Nessa consciência, podemos libertar o nosso próprio padrão de controle e descobrir uma verdade específica, uma missão, estamos aqui para partilhar o que ajuda a humanidade a evoluir em direção a esse novo nível de realidade.”

A sexta revelação diz que seguindo esses preceitos podemos descobrir nossa real missão.
A forma particular com que cada um pode contribuir para o mundo.
O jeito pelo qual todos nós podemos ajudar na evolução da humanidade.
O seu papel nessa vida.
O “o que raios” você veio fazer aqui.

Eu estou realmente tentando evoluir nesse sentido.
Há duas semanas o post foi justamente sobre missão de vida.
Eu sei que estou no caminho.
Sinto isso profundamente.
Mas também sei que ainda há muito mais a percorrer.
Sinto que a cada dia consigo expandir mais e mais essa missão.
E logo logo saberei no fundo do meu âmago qual continente eu tenho que conquistar e quantos territórios à minha escolha.

  1. “Na busca dessa missão, podemos descobrir uma intuição interior, que nos mostra onde ir e o que fazer e,se fizermos apenas interpretações positivas, traz um fluxo de coincidências que abre as portas para a nossa missão se desdobrar.”

O sétimo ensinamento relembra que se prestarmos atenção podemos descobrir um sexto sentido que nos mostra o caminho.
Que nos guia para a nossa missão.
Que nos dá sinais de que decisão tomar.
Se escolhemos a estrada comprida ou o atalho da floresta.
Se enfrentamos o Lobo Mau ou se corremos dele.
Ele ressalta que se fizermos as perguntas certas e estivermos abertos a ouvir as respostas, elas aparecerão.
E logo novas perguntas surgirão.
E as respostas virão.
E novas perguntas.
E as respostas.
Num eterno e virtuoso ciclo que nos leva a constante evolução.

Eu tenho sentido muito isso no meu dia-a-dia.
Parece que minhas perguntas sempre são respondidas.
Que o caminho a seguir sempre cai do céu.
Que existe uma força maior me guiando pra frente.

No 2º post desse blog eu escrevi a seguinte frase:
“Comece de onde você está, use o que você tem, faça o que você pode, mas dê o primeiro passo.”
Eu não tinha visto ela recentemente (eu acho).
Eu não copiei ela de lugar nenhum na hora.
Eu apenas tinha ela na minha mente.
No dia seguinte, era o primeiro post do meu feed do Instagram.
De uma pessoa que eu nem lembrava que seguia.
Comentei no post, elogiando a frase.
Sabia que devia fazer isso por algum motivo.
Recebi uma resposta, elogiando o blog.
Trocamos mais algumas rasgações de ceda.
Botamos o papo em dia.
Hoje vamos fazer um projeto juntas.
Um projeto que visa ajudar ainda mais pessoas.
É o Universo me impelindo para a realização da minha missão.

  1. “Quando uma quantidade suficiente de nós entrar nesse fluxo evolucionário, sempre dando energia ao Eu Superior de todos os que encontramos, vamos construir uma nova cultura onde os nossos corpos evoluem para níveis cada vez mais elevados de energia e percepção.”

A oitava ideia prediz que quando tivermos no mundo pessoas suficientes compartilhando dessa filosofia e praticando isso no dia-a-dia, todo esse processo será mais fácil e natural.
A matéria animada evoluirá em seus níveis de energia.
O potencial corporal será finalmente entendido e melhor utilizado.
Os sentidos serão muito mais amplos e profundos.

É um apocalipse do bem!
Bem que Hollywood podia fazer um daqueles filmes records de bilheteria sobre isso.
Ou um diretor famosão fazer o filme ser indicado ao Oscar.
Esse filme é tão pouco conhecido, tadinho!
Chega de falar sobre o fim do mundo.
Que tal falar sobre o fim desse tipo de mundo que conhecemos e início de uma nova era.
Bora lá, Academy!

  1. “Desta forma, participamos na longa jornada da evolução, do Big Bang ao objetivo final da vida: energizar os nossos corpos, geração por geração, até que entramos no paraíso”

A nona e última (ou não) resume a meta final da humanidade, que é evoluir e se energizar através da prática das outras 8 visões.
À medida que a evolução prosseguir, o crescimento sincronístico elevará nossas vibrações a um ponto em que penetraremos uma dimensão de vida após a morte, fundindo essa dimensão com a nossa e encerrando o até hoje inevitável ciclo de nascimento / morte.

Woooooooooooooow!
Agora a coisa ficou tensa!
Queria muuuuuito estar viva até lá.
Mas estamos tão tão longe que o livro não é nem um best seller.
Enfim, num futuro distante isso há de acontecer.
Espero que antes do mundo (Terra) acabar, ou de nós acabarmos com ela.

Seja como Stephanie Stamm Coach ou como Fulana de Tal Qualquer Coisa, eu e você provavelmente estaremos aqui.

E para que esse aqui seja cada vez melhor, vamos fazer a nossa parte sempre, desde já.
Espero que esse texto faça com que a Páscoa de vocês seja realmente um momento de renovação, expansão, energização.

Uma descoberta: Existem ainda os livros “A Décima Profecia”, “Em busca da Décima Primeira Visão” e “A Décima Segunda Revelação”.

Prometo ler todos e discutir com vocês todos eles.
Mas já pesquisando um spoiler não muito comprometedor, descobri que a décima profecia tem a ver com o poder da coletividade.

Então, inspirada nisso, continuo em busca de depoimentos, histórias, comentários e opiniões para que eu, você e todos nós possamos evoluir cada vez mais juntos.

Comentem aqui! Vamos trocar ideias e energias!

Já é um bom começo.

“Unir-se é um bom começo, manter a união é um progresso, trabalhar em conjunto é a vitória”

Vamos vencer juntos?

 

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s