Obrigada por tudo sempre!

É engraçado como achamos que para mudar de vida e sermos mais felizes temos que promover um mundo de transformações gigantescas e fazer um esforço absurdo, quase como virar aqueles pneus de trator no Crossfit.
Mas eu vou te dizer que eu consegui mudar totalmente de vida e ser muito mais feliz e eu nunca consegui virar esses tais pneus.

Eu percebi que, quando você olhar para trás, você realmente vai ver várias e enormes montanhas movidas, mas na verdade o que você fez foi simplesmente focar na sua meta e se esforçar para mexer as primeiras pedras do seu caminho.
E aí de repente o universo se encarrega de gerar um grande terremoto e mover as montanhas pra você.

É como no filme da Era do Gelo: o esquilinho, sem nunca deixar de fazer de tudo para ir atrás de sua noz, apenas faz alguma pequena coisa (como enfiar ela no gelo), e acaba causando toda uma avalanche de consequências que realmente muda tudo.

Sim, demanda dedicação e perseverança, mas no fim ele consegue a sua noz, e eu tenho certeza de que você também conseguirá realizar os seus sonhos.
Só é preciso ter um sonho, dar os primeiros passos, se manter firme nele e estar em sintonia com o universo para que ele faça o resto por você.

E nos últimos tempos eu descobri uma forma poderosa para entrar nessa vibe com o universo. Ela demanda apenas algumas mudanças de mentalidade e atitudes em relação a uma palavrinha mágica:

A gratidão.

Uma palavra tão simples e tão complexa nos significados.
Tão fácil de fazer e tão profunda nos seus impactos.
Tão expressa nas hashtags hoje em dia e tão pouco verdadeiramente praticada.

Hoje eu quero falar sobre essa complexidade, essa profundidade e essa verdade.
Quero mostrar pra vocês todo o poder que eu encontrei por trás desse princípio de vida e contar como para mim ela foi o princípio de tudo.

Eu já estive afogada num mar de problemas, mas descobri que gratidão é aquela pequena gota que “contamina” todo oceano.
Ela trouxe clareza diante da confusão.
Ela trouxe tranquilidade diante do caos.
Ela trouxe segurança diante do desconhecido.
Ela trouxe certeza diante do incerto.
E como ela fez tudo isso?

Me fazendo entender a vida de outra forma!

Eu já tive aquela mania chata de só reclamar, reclamar e reclamar para todos.
Eu já tive aquele hábito horrível de só pedir, pedir e pedir pro papai do céu.
Pois é, eu não era uma pessoa nada grata.
Claro que eu cresci, evoluí e logo passei a me considerar uma pessoa mega grata.
Só porque eu falava obrigada para o cobrador de ônibus e a caixa do supermercado.
Só porque sempre retribuía um presente, uma ajuda ou um elogio.
Só porque comecei a me lembrar de agradecer a Deus antes de dormir.

Eu não estava tão errada, pois acreditem, poucos fazem tudo isso que eu falei.
Mas eu também não estava certa, pois acreditem, todos deveriam fazer tudo isso que eu vou falar.

Mude a forma como você encara a gratidão!

A gratidão não é só um ato ou um sentimento em relação a uma coisa.
Ela é uma forma de pensar e de fazer todas as coisas.
A gratidão não só é a consequência dos bons acontecimentos.
Ela é a causa dos bons acontecimentos.
A gratidão não é só o resultado desejado.
Ela é a premissa obrigatória.
Ela não é só o fim.
É o meio.

A primeira coisa que você precisa entender é:
Nós não temos que ser felizes para sermos gratos, nós temos que ser gratos para sermos felizes.
Nós devemos ser gratos pelo que temos hoje, para merecer as coisas pelas quais seremos gratos amanhã.
Então comece lembrando da gratidão, sentindo a gratidão e expressando a gratidão pelo que você é e pelo que você tem, para aí sim atrair ainda mais coisas boas para poder fazer tudo de novo.

A segunda coisa que você precisa entender é:
Nós não temos que ser gratos apenas pelas coisas boas, nós precisamos ser gratos pelas ruins também.
Nós devemos ver tudo de uma forma positiva e encarar tudo como um grande aprendizado.
Então comece ressignificando as situações difíceis, olhando para elas por um lado positivo, encontrando um sentido maior em todas elas, para aí sim você não atrair ainda mais coisas ruins para ter que aprender tudo de novo.

Uma vez uma amiga me disse: Não existe dia bom e dia ruim. Existe dia bom e dia de aprender. (Muito obrigada por esse aprendizado, Laura Cavalcanti!)

E esses dias eu li: Tudo que vier é bem-vindo. Deixe que venha. Se for bom, deixe que fique. Se for ruim, deixe que vá. (Muito obrigada por esse aprendizado, alguém do Instagram!)
Mas lembre-se de aprender algo antes de deixar ir.
Se não, dizem as más línguas, que virá tudo de novo, até que você aprenda, e finalmente dê esse passo na sua evolução.

Eu sei que parece difícil, mas sempre me ajuda lembrar daquele ditado que diz que Deus escreve certo por linhas tortas.
Um dos maiores exemplos da minha vida em que eu realmente comprovei isso foi quando eu tinha 14 anos e eu não queria mudar de cidade.
Fiquei revoltada, chorava, gritava, esperneava, xingava.
Meus pais, a cidade, a escola, os possíveis novos amigos, o futuro, Deus, o mundo.
Mas mal sabia eu que nessa mesma cidade, nessa mesma escola, eu logo conheceria o grande amigo e amor da minha vida e teria um futuro de “conto de fadas”.
Que ingratidão com Deus e com o mundo, não?

Se eu fosse grata pelo que eles trouxeram para mim de antemão, teria evitado tanto sofrimento e sido tão mais feliz naquela época.
Temos que entender que a vida é um “conto de falhas”, mas que há sempre um plano maior.
Por isso precisamos ser gratos por tudo que nos é dado, inclusive pelos desafios, pelos problemas, pelas decepções, pelos medos, pelas fraquezas, pelas tristezas, pelas doenças, pela morte…

Porque só podemos saber o que é alegria se vivermos a tristeza.
Só podemos dar valor à saúde se soubermos como é a doença.
Só podemos usufruir verdadeiramente da vida se tivermos a certeza da morte.
Tipo como só aproveitamos o sol depois de 15 dias de chuva quando está tudo alagado e só ficamos contentes com a chuva depois de vários meses de seca quando estamos sem água em casa (Não é, pessoal de São Paulo?!).

Mas quer dizer que eu tenho que ser grato por uma doença, ou pela morte de alguém?
Sim!
Quer dizer que eu tenho que ficar feliz com isso?
Não!
Quer dizer apenas que você tem que aceitar, aprender e ser grato.

Quando meu sogro faleceu jovem e de uma doença repentina, depois de muitos meses no hospital e muito sofrimento de toda família, foi realmente difícil.
Eu não conseguia aceitar, aprender e ser grata.
Mas hoje mais de 2 anos depois e pessoalmente muito mais evoluída eu vi que tudo isso me fez aprender a dar muito mais valor à família e às pequenas coisas da vida e a ter uma consciência muito maior da efemeridade de tudo e da importância de sermos felizes hoje, agora.
Além disso, ele nos deixou incríveis ensinamentos, uma família muito mais unida, um legado maravilhoso que nos deu uma vida muito mais confortável e com certeza eu serei eternamente grata a isso.

Foram esses aprendizados e essa gratidão que me moveram a fazer essa mudança total na minha vida e buscar a minha plena felicidade.
De alguma forma, a morte dele não foi em vão.
E nada deve ser em vão.

Uma forma de não deixar que nada seja em vão e de começar a colocar em prática tudo isso é fazer um Diário da Gratidão.
Todos os grandes coaches do mundo recomendam para seus clientes e eu sempre recomendo para os meus e tenho feedbacks maravilhosos.

À noite, antes de dormir, deitado na cama, depois de checar as últimas atualizações das redes sociais e as últimas mensagens dos grupos do Whats, abra seu bloco de notas ou pegue um papel e caneta (sim, ainda tem gente que usa papel e caneta!) e escreva tudo pelo que você foi grato no seu dia.

Tudo mesmo!

Pela casa linda que você tem mesmo meio bagunçadinha.
Pela sua saúde impecável apesar dos quilinhos a mais.
Pela sua família Buscapé que você tanto ama.
Pelo seu trabalho desafiador mas realizador.

Só isso? Não, muito mais!

Pelo beijinho do marido que você acabou de ganhar.
Pela lambida do cachorro na sua cara.
Pela conversa gostosa que teve com a sua mãe.
Por seu pai estar bem de saúde.
Pelo filme top que você viu.
Pelo cliente novo que você fechou,.
Pelo cliente antigo que te elogiou.
Pela receita nova que deu super certo.
Pelas gargalhadas com aquela amiga especial.

Tudo isso? Não, ainda mais!

Pela briguinha que teve com o marido.
Pela mordida do cachorro no seu nariz.
Pela discussão difícil com a sua mãe.
Por seu pai ter passado meio mal.
Pelo filme horrível que você viu.
Pelo cliente novo que te rejeitou.
Pelo cliente antigo que não te elogiou.
Pela receita nova que deu bem errado.
Pelas lágrimas com aquela amiga especial.

Isso também? Sim, e tudo mais!

Essa atividade não é legal só no sentido psicológico, mas também no sentido biológico e quântico.
Ela vai te animar por te conscientizar do quão abençoado você é e quantas coisas boas aconteceram no seu dia e você nem tinha se dado conta.
Ela vai fazer o seu cérebro liberar todas aquelas substâncias maravilhosas que nos fazem dormir melhor e nos dão uma super motivação no dia seguinte.
Ela vai te ajudar a alinhar a sua energia com a do universo e a emanar para ele as vibrações corretas para conquistar tudo aquilo que você deseja.

Pensar, sentir, escrever e dizer já é muito mais do que costumamos fazer.
Mas algo muito mais relevante do que isso é realmente agir.

A comemoração é uma forma de ação que visa potencializar a gratidão.
Por isso aqui em casa, quando eu fecho um novo cliente tem vinho.
Quando eu termino um grande curso tem churrasco.
Quando meu marido fecha um novo contrato tem restaurante.
Quando fazemos aniversário de casamento tem viagem.
Quando o cachorro faz aniversário tem bolinho.
Quando eu emagreço alguns quilinhos tem roupa nova.
Quando qualquer coisa boa acontece tem abraços, beijos, reconhecimento e muita alegria.

Mas um grande mentor meu conseguiu levar isso a um outro nível.
Essa semana ele me contou que começou a adotar na sua vida um comportamento que ele verdadeiramente acreditava ter um incrível efeito positivo.
Toda vez que acontecia alguma coisa boa para ele ou ele conquistava alguma meta, objetivo, desejo ou sonho, ele fazia questão de retornar essa bênção ao universo em forma de uma boa ação.
Tudo começou quando ele se curou de uma doença grave e resolveu patrocinar uma grande reforma num hospital que cuidava de pessoas com essa mesma doença em retribuição.
E hoje isso vai desde algo muito especial como esse, até os atos mais simples.

Quando ele finaliza algum grande projeto com sucesso, ele passa alguns dias ensinando jovens carentes sobre mentalidade de sucesso.
Quando ele compra um carro novo, ele dá carona para alguns pedestres que estão tomando chuva ou esperando um ônibus num ponto lotado.
Quando ele faz uma grande viagem, ele faz questão de ajudar como puder as pessoas necessitadas que encontra ao longo dos dias dela.
Tudo que está ao alcance dele.

Por isso, a partir de hoje eu também vou começar a seguir esse mesmo pensamento.
Quando eu conseguir um novo cliente, eu vou doar uma certa quantia para uma instituição de caridade.
Quando eu concluir um novo curso, eu vou escolher alguém que esteja realmente precisando e não tenha condições de pagar para atender de graça.
Quando eu colocar em prática um novo projeto, eu vou separar alguns dias para fazer trabalhos voluntários diversos.
Tudo que estiver ao meu alcance.

E aí, cê topa?

Vamos começar a fazer esse diário da gratidão todos os dias?
Vamos retornar em boas ações as boas coisas que nos acontecem?
Me conta aqui se você já fez ou como está sendo essa experiência agora.
E me diz se tudo isso aqui fez algum sentido pra você e se alguma coisa na sua vida mudou.
Comentem e compartilhem com quem vocês amam e a quem são gratos!
#gratidão

Parece um milagre, mas cada vez mais eu tenho muito mais o que agradecer, as portas vão se abrindo, as oportunidades vão aparecendo, as coisas vão dando certo, uma atrás da outra, sem parar, como uma grande conspiração do universo.
Meu diário foi aumentando, aumentando e aumentando!
Espero que logo eu esteja fazendo mais, mais e mais boas ações por aí!
E eu quero muito que tudo isso aconteça com você também!
Então lembre-se: aja, sinta, pense, escreva, diga:

Obrigada por tudo sempre!

Mais um aprendizado que me ajuda a encarar melhor a vida todos os dias: A pessoa que vem é a pessoa certa. O que aconteceu é a única coisa que poderia ter acontecido. Quando começar algo é sempre o momento certo. Quando algo termina, termina. (Muito obrigada, Buda!)

Anúncios

6 comentários sobre “Obrigada por tudo sempre!

  1. A gratidão desbloqueia a abundância da vida. Ela torna o que temos em suficiente, e mais. Ela torna a negação em aceitação, caos em ordem, confusão em claridade. Ela pode transformar uma refeição em um banquete, uma casa em um lar, um estranho em um amigo. A gratidão dá sentido ao nosso passado, traz paz para o hoje, e cria uma visão para o amanhã.
    Eu sou muito grata por tudo e da forma que posso retribuo sempre, sem esperar nada em troca.
    Gratidão pelos seus textos inspiradores.

    Curtido por 1 pessoa

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s