Hoje eu tenho uma mente milionária!

Uma das poucas áreas da minha vida que eu realmente achei que estava boa, na verdade era uma das mais problemáticas.

Como eu contei no post anterior, a viagem pela minha vida gerou tantas descobertas e autoconhecimento, que eu acabei percebendo que a minha aparente maior força poderia se tornar minha maior fraqueza.

Junte um salário de 5 dígitos e crescendo, bônus excelentes, divisão de lucros legal, vale refeição alto, benefícios diversos, morar na casa da mãe, uma poupança boa, uma previdência alimentada há muitos anos e fundo de garantia cheinho… com uma pessoinha bem muquirana… e temos o que?

Uma situação financeira ótima!
Não!
Uma situação financeira ótima para se tornar um grande perrengue daqui para frente.

Sabe os 5 dígitos, bônus, lucros, vales, benefícios, etc? Adeus, CLT! Oi, vida de empreendedor!
Sabe morar na casa da mãe? Tchau, mami! Olá, casa própria!
Sabe a poupança? Casamento, lua de mel e móveis.
Sabe a previdência? Não posso tirar o dinheiro.
Sabe o fundo de garantia? Ficaria pra titia Dilma.
Sabe a pessoinha?

Alguém me traz uma água com açúcar!

Essa era eu: Alguém que adora uma etiqueta amarela no mercado, que faz a conta do preço x quantidade da embalagem para economizar centavos, que só compra roupas na liquidação, que usa a mesma bolsa até rasgar, que só gasta com viagem mas prefere quase um mochilão, que é tão avessa a risco que quase guarda o dinheiro no colchão, que poupa tudo que pode para caso de “emergências”, que não hesita em dar para quem precisa, mas que não admite de jeito nenhum depender dos outros.

E “essa eu” em breve estaria desempregada, sem renda regular, sem garantias e seguranças, criando seu próprio negócio repleto de incertezas e dependendo do marido por uns tempos.

Cadê aquela água com açúcar?

“Como é a sua relação com o dinheiro?” – Perguntou o coach.
“Ah! Essa é excelente! Eu nunca liguei muito pra dinheiro em si. Não sou nada apegada a ele. Ganho bem, mas não faço questão nenhuma de ser rica. Eu trabalho duro, gasto o menos possível e poupo bastante. Também doo o que posso, pois uns tem tanto e outros tão pouco. Eu não quero perder a minha vida indo atrás de muito dinheiro, quero poder dar valor ao que realmente importa. Aliás, ter muito dinheiro dá muito trabalho, né? E como estávamos falando, eu ando precisando de tempo para investir em outras áreas da vida.” – Respondi super tranquila depois de tantas perguntas com respostas não tão fáceis ou não tão boas.
“E você acha que essa é a melhor forma de lidar com o dinheiro?”
“Hum. Achava que sim. Mas se você está perguntando é porque não é, né?” (rs)

E foi assim que alguns minutos de conversa depois eu descobri que a minha visão sobre dinheiro era mais míope do que eu imaginava. E que começar a tão sonhada nova fase da minha vida com essa mentalidade podia fazer tudo se tornar um grande pesadelo.

Começar uma profissão pensando que “não preciso ganhar muito, só o suficiente”, provavelmente não era o pensamento certo para ser bem sucedida.

Achar que é preciso “escolher entre dinheiro ou o que realmente importa”,
provavelmente não era a melhor ideia para um novo empreendedor.

Ter certeza de que “não sei vender e não gosto de ficar me auto promovendo”,
provavelmente não ia funcionar para uma profissional autônoma.

Acreditar que “se eu tiver menos, quem precisa poderá ter mais”,
provavelmente não se encaixa no nosso sistema econômico.

Querer uma vida mais “equilibrada, com qualidade, podendo satisfazer meus desejos”, provavelmente não daria muito certo para uma pão-dura.

Ok. Eu precisava mudar mesmo!

E lá fui eu.
Pesquisei todos os livros que falavam sobre o assunto e fui para a livraria quase que com uma listinha de supermercado. (É, porque em livros eu também não ligo de gastar dinheiro!).

O primeiro livro que encontrei foi “O Segredo das Mentes Milionárias”.
Parece bom, já que aparentemente eu tinha a mente mais de pobre do mundo.

E dentro dele, como um sinal divino, um marcador de livro dizendo: “Millionaire Mind Intensive. Um fim de semana que vai mudar a sua vida financeira.”.
Parece ótimo, já que até eu terminar de ler todos aqueles livros eu já teria falido.

Entrei no site e como mais um sinal divino: “Promoção Leve 2 Pague 1. Ajude quem você ama a também conquistar sua liberdade financeira”.
Parece excelente, já que na nova vida de casada os objetivos precisam estar alinhados.

Pesquisei as datas e como outro sinal divino: Não tínhamos nenhum compromisso no dia do próximo evento.
Parece perfeito, já que praticamente todos os outros fins de semana até o fim do ano já estavam lotados de casamentos, chá bares, chás de bebês, etc.

Pesquisei detalhes e como um anti-sinal divino: “Sexta, sábado e domingo, das 8:00 da manhã às 11:00 da noite.”
Parece péssimo, já que meu marido ia me matar.

Falei com ele e como um milagre divino: “Que legal amor! Vamos sim!”
Parece febre, já que geralmente ele só aceitaria algo dessa duração se fosse um campeonato de futebol, basquete ou Fórmula 1.

E lá fomos nós.
No início confesso que lá no fundo eu achava que o curso ia ser uma total lavagem cerebral para você se tornar tudo aquilo que eu abominava: gananciosos, avarentos, mercenários que só pensam no dinheiro pelo dinheiro.
Errei feio.
O curso fez questão de reforçar sempre que devemos fazer o que amamos e que o dinheiro é mera consequência, porque “When the WHY is big, the HOW TO becomes small”, ou seja, quando temos um propósito maior, fazemos de tudo para chegar lá não importa o que for preciso.
E é aí que está o grande segredo das mentes milionárias!
Ter uma missão, segui-la com amor e dedicação e saber que somos merecedores de toda recompensa que vier.

Alguns minutos antes imaginamos que passaríamos quase 45 horas sentados numa cadeira dura, ficaríamos entediados em alguns momentos, morreríamos de sono e de fome e teríamos algumas palestras teóricas a respeito de dinheiro.
A expectativa era sair de lá com alguns pensamentos diferentes, manjando um pouco mais sobre como gerenciar nosso dinheiro e uma motivação maior para conquistar nosso SUCESSO financeiro.

Alguns minutos depois estávamos dançando, entoando declarações de sucesso, quebrando coisas, rasgando dinheiro, dando Hi5 na galera, escrevendo nossas metas de vida, gargalhando, chorando, quebrando bloqueios psicológicos e transformando todas as nossas crenças limitantes a respeito de dinheiro.
A realidade foi que saímos de lá com a cabeça completamente diferente, manjando pacas sobre como gerenciar nosso dinheiro e com uma motivação gigante para conquistar nossa LIBERDADE financeira.

Ok. Eu mudei mesmo!

Antes eu acreditava que ter muito dinheiro dava muito trabalho.
Hoje eu tenho certeza que ter pouco dinheiro dá muito mais trabalho.

Antes eu pensava que o normal era guardar o máximo e gastar o suficiente.
Hoje eu penso que o correto é guardar o suficiente e usufruir do máximo.

Antes eu achava nobreza querer doar tudo.
Hoje eu acho soberba não aceitar receber nada.

Antes eu achava feio ficar promovendo e vendendo as coisas.
Hoje eu acho horrível não promover e vender algo que realmente pode ajudar os outros.

Antes eu achava bonito trabalhar o máximo possível, ganhar o suficiente e ajudar os outros como eu pudesse.
Hoje eu acho inteligente trabalhar o mínimo possível, ganhar o máximo que puder e ajudar os outros ainda mais.

E é justamente para ajudar os outros ainda mais, que hoje eu escrevo esse blog sem fins lucrativos. E eu posso fazer isso pois felizmente deu tudo certo para a pessoinha ex-mão de vaca!

Não preciso mais da água com açúcar!

Hoje eu quero mesmo é água com sal!
Quero trabalhar porque gosto e não porque preciso.
Quero fazer o que eu amo, ganhar por isso e ter tempo livre para fazer as outras coisas que eu também amo, como viajar para as praias mais belas desse mundão.
Um dia eu chego lá! Porque agora eu sei como fazer e eu quero realmente fazer.

Hoje eu tenho uma mente milionária!

Logo eu.
Que não queria nem mudar para a cidade que moro pois nela tinham muitos milionários.

E você? Quer chegar lá também?
Como é a sua relação com o dinheiro?
O dinheiro trabalha por você ou você trabalha por ele?
Você investe num fundo para sua futura liberdade financeira?
Me conta aqui se você pensa como eu antigamente ou como eu hoje.
E se você é uma pessoinha como eu era, eu recomendo bastante o livro e o curso presencial!

Vamos transcender o simples sucesso financeiro, conquistar a real liberdade financeira e aí sim ter o verdadeiro sucesso na vida, sermos plenamente felizes!

Talvez o mais importante que aprendi lá: Resultados são derivados de ações. E ações são derivadas de pensamentos. Para ter resultados diferentes, você precisa agir diferente. E para agir diferente você precisa pensar diferente. Mude seu mindset sobre as coisas!

Anúncios

4 comentários sobre “Hoje eu tenho uma mente milionária!

  1. Excelente texto e abordagem!! Digamos que eu sempre fui o famoso cara do “dinheiro na mão é vendaval” mesmo nunca ostentando ou gastando com baladas e afins. Eu estou aprendendo a mudar o mind-set, não quero mais trabalhar para ter dinheiro, quero que ele trabalhe pra mim, procuro cada vez mais estudar e entender como eu posso ter uma educação financeira, assunto esse que deveria ser obrigatório na educação do colégio. Hoje acompanho o Gustavo Cerbasi e Vejo muito o Canal Me Poupe, já estou empreendendo mas ainda não rende a ponto de viver somente com isso, mas sei que daqui um tempo olharei pra trás e falarei: SIM, MUDEI!

    Sucesso Ste (pena não ter te conhecido na Nielsen rs)
    BEIJOS

    Curtir

  2. Oi Bruno! Nossa super te entendo!!! Eu tinha exatamente as mesmas ideias e hoje também mudei completamente o mindset. Parabéns para nós!!! E que muitas pessoas possam enxergar isso também!!! Fico muito feliz que se identificou e gostou do texto. Vamos continuar “nos vendo” por aqui. Muito obrigada pelo comentário e por me acompanhar. Beijão!

    Curtir

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s